ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

Lúcio reaparece e diz que Geddel vai se defender nos autos


O deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA) voltou a aparecer nesta terça-feira (19), em Brasília, após a prisão do irmão e ex-ministro, Geddel Vieira Lima, na quarta fase da operação Cui Bono da Polícia Federal. Em entrevista à jornalista Andréia Sadi, do site G1, o peemedebista afirmou que Geddel se defenderá nos autos.

“Sempre defendi que todo cidadão brasileiro, quando sofre uma acusação, deve ter o benefício da dúvida e o amplo direito de defesa. E é isso que espero do Judiciário brasileiro: que dê a ele o amplo direito de defesa, que será manifestado nos autos”, declarou o parlamentar. Ainda segundo a jornalista, Lúcio não quis responder se Geddel fará ou não delação premiada. O ex-ministro foi preso no início do mês por ter relação com R$ 51 milhões apreendidos em um imóvel atribuído a ele na Graça.

Fonte: Metro 1



Prefeitos de Ibipeba e Barra do Mendes têm mandatos cassados


No expediente desta quarta-feira (13), a juíza titular da 176ª Zona Eleitoral de Barra do Mendes, Marina Lemos de Oliveira, cassou os mandatos dos prefeitos Armênio Sodré Nunes (Barra do Mendes), conhecido como Galego, e Demóstenes de Sousa Barreto Filho (Ibipeba). Além disso, os vices das respectivas cidades, Erick Gilliard Bastos e Otaniel Pereira da Cruz, também tiveram os diplomas das eleições 2016 cassados pela mesma juíza. Em Barra do Mendes, onde o prefeito foi reeleito, pesam as acusações de “abuso de autoridade e abuso de poder político”. Os autos, segundo apuração do Sertão Baiano, foram enviados ao Ministério Público “para as providências”.

No caso específico de Ibipeba, a situação “salta aos olhos” em função do grande número de irregularidades apontadas no processo com base na lei eleitoral 9504/97, que versa sobre arrecadação e gastos de campanha: transações ilícitas, ausência de prestação de contas, gastos em período vedado, gastos com transporte de eleitores, ilícitos com eventos festivos, distribuição de bebidas alcoólicas, ocultação com carros de som, ocultação com filmagens e etc.

Tanto em Barra do Mendes quanto em Ibipeba, o que torna o fato inédito na Região de Irecê, a juíza Marina Lemos de Oliveira ordena a realização de novas eleições para os cargos de prefeito e vice e ainda aplica a “sanção de inelegibilidade” nos réus, o que (em teoria) os impede de disputar os novos pleitos. Apesar da clareza, contundência e embasamento das decisões da magistrada, consultado pela reportagem do Sertão Baiano, o advogado Alex Vinícius Novaes Machado não acredita na realização de novas eleições “devido às alterações na legislação eleitoral introduzidas pela Lei 13.165/2015 que alterou os efeitos dos recursos em casos como esses”. “A interposição do recurso pelas defesas já garante efeito suspensivo, assegurando assim que os atuais gestores permaneçam nos cargos até o julgamento do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA)”, assevera o especialista.

De qualquer forma, nesta quinta-feira, 13 de setembro de 2017, Barra do Mendes e Ibipeba amanhecem num total clima de instabilidade política e administrativa.



PF: Michel Temer recebeu R$ 31 milhões por prática criminosa


Há indícios de que o presidente Michel Temer cometeu crimes, afirma a Polícia Federal. O órgão concluiu nesta 2ª feira (11.set.2017) inquérito sobre caciques peemedebistas.

Segundo os jornais Folha de S.Paulo e O Estado de S. Paulo, o documento final elaborado pelos agentes fala em suposto recebimento de R$ 31,5 milhões pelo presidente. As afirmações foram encaminhadas ao STF (Supremo Tribunal Federal).

Foto: Sérgio Lima/PODER 360

Além de Temer, os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria Geral da Presidência) e os ex-deputados Eduardo Cunha (RJ), Geddel Vieira Lima (BA) e Henrique Eduardo Alves (RN) também são citados. Os 3 últimos estão presos. O caso ficou conhecido como “quadrilhão do PMDB”.

Segundo a PF, os políticos se organizaram para obter as chamadas vantagens indevidas na administração pública. São atribuídos ao grupo os crimes de corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro fraude em licitação e evasão de divisas.

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, deverá usar as afirmações da Polícia Federal em sua provável 2ª denúncia contra o presidente. Fonte: Poder 360.



Moradores da cidade mais pobre do Brasil descem o pau no prefeito e o amarra em poste


Prefeito de Marajá do Sena no Maranhão foi espancando e amarrado a um poste por alguns populares revoltados. De acordo com a assessoria de comunicação da Prefeitura, Ele estava fazendo uma campanha em uma rua da cidade e foi rendido ao chegar em casa.

Imagens publicadas em redes sociais mostram ele sendo agredido numa calçada. O prefeito aparece com ferimentos na cabeça e no rosto. Fotos mostram ele amarrado a um poste.

A polícia foi chamada, chegando ao local encontrou apenas o prefeito amarrado no poste, Ele foi levado a um posto de saúde onde recebeu pontos em um corte severo na cabeça perto de seu olho e está se recuperando bem. a polícia investiga o caso.

De acordo com dados do IBGE, a segunda cidade mais pobre do Brasil é Marajá do Sena, localizada na região central do Maranhão, a 400 km de São Luís. A cidade tem cerca de oito mil habitantes, dos quais 53,37% se encontra na pobreza. A maior parte da população depende do Bolsa Família.

Marajá do Sena é um canteiro de obras públicas inacabadas, e a população sofre com a falta de escolas e hospitais. No município falta emprego, saneamento básico, água encanada e agência bancaria. A construção do Centro de Referência e Assistência Social (CRAS), avaliada em aproximadamente R$ 275 mil, que deveria ter sido concluída em agosto do ano passado se arrasta até hoje.

A única opção de atendimento médico na cidade é uma única Unidade Básica de Saúde e os profissionais de saúde enfrentam todo tipo de dificuldade para atender a população. “Precisa demais de um hospital, uma unidade que supra todas as necessidades. Quando é alguma coisa mais grave temos que deslocar para alguma cidade próxima”, contou o enfermeiro Romildo Cavalcante.

A educação é outro sério problema na cidade, principalmente na zona rural. No povoado cantinho, a oito km da cidade, a escola não abre as portas todos os dias. No local estudam nove crianças, entre elas a filha da lavradora Francisca Rodrigues que reclama da falta de merenda e conta que a filha de 11 anos mal sabe escrever o próprio nome.“Esse ano não veio merenda. Minha filha mal assina o nome”, disse Francisca Rodrigues. (Fonte: viporaiposteiporaqui)



Geddel é preso em Salvador e está a caminho de Brasília


O ex-ministro Geddel Vieira Lima voltou a ser preso, na manhã desta sexta-feira (8), em Salvador, três dias após a Polícia Federal encontrar mais de R$ 51 milhões, atribuídos a ele, em um apartamento. Duas viaturas da PF estiveram no condomínio residencial onde Geddel cumpria prisão domiciliar, no Bairro da Barra, região nobre da capital baiana. A prisão ocorreu pouco antes das 7h.

O ex-ministro Geddel Vieira Lima foi encaminhado para o Aeroporto de Salvador, de onde viaja a Brasília e ficará à disposição da Justiça.

O Ministério Público Federal (MPF) faz parte da força-tarefa denominada Greenfield, que cumpre dois mandados de prisão preventiva e três de busca e apreensão. Todos ocorrem em Salvador e fazem parte de mais uma fase da Operação Cui Bono, que investiga desvios de recursos em vice-presidências na Caixa Econômica Federal. O MPF não detalhou os nomes e endereços dos mandados.

O pedido de prisão de Geddel argumenta a necessidade de medidas para evitar “a destruição de elementos de provas imprescindíveis à elucidação dos fatos”. Após a solicitação, o juiz federal Wallisney Oliveira, da 10ª Vara Federal em Brasília, autorizou o cumprimento dos mandados, para recolher provas de crimes como corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Na última terça-feira (5), a Polícia Federal apreendeu malas e caixas de dinheiro, em um apartamento na Graça, em Salvador. O proprietário, Sílvio Silveira, confirmou em depoimento, que emprestou o imóvel a Geddel, que teria pedido para guardar pertences do pai, que morreu no ano passado. Até a manhã de hoje, Geddel cumpria prisão domiciliar.

Operação Cui Bono

A primeira fase da Operação Cui Bono foi deflagrada pela PF em 13 de janeiro deste ano e investigou esquema de fraude na liberação de créditos da Caixa Econômica Federal no período entre 2011 e 2013. De acordo com a investigação, entre março de 2011 e dezembro de 2013, a vice-presidência de Pessoa Jurídica da instituição era ocupada por Geddel Vieira Lima.

A investigação da Operação Cui Bono – expressão latina que em português significa “a quem beneficia?” – é um desdobramento da Operação Catilinárias, deflagrada em dezembro de 2015, no âmbito da Operação Lava Jato, quando policiais federais encontraram um telefone celular na residência do então presidente da Câmara dos Deputados, o ex-deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que revelou intensa troca de mensagens eletrônicas entre Cunha e Geddel. A operação tinha a finalidade de evitar que provas importantes fossem destruídas por investigados da Lava Jato. (Agência Brasil)



Ex prefeito de América Dourada é multado pelo TCM


Na sessão desta quinta-feira (17/08), o Tribunal de Contas dos Municípios considerou procedente o termo de ocorrência lavrado contra o ex-prefeito de América Dourada-BA, Joelson Cardoso do Rosário, pelo descumprimento de determinação de restituição à conta específica do Fundeb do montante de R$760.834,36, com recursos municipais. O conselheiro relator Raimundo Moreira multou o gestor em R$3 mil.

 

A determinação do ressarcimento foi imputada no parecer prévio que opinou pela aprovação com ressalvas das contas do município, relativa ao exercício de 2014. Contudo, o gestor atendeu apenas parcialmente, remanescendo o saldo de R$639.800,52.

Cabe recurso da decisão.



Rui Costa assina ordem de serviço para recuperação da BA-046 em Canarana


Nesta terça-feira (15), a partir das 10h, o governador estará no município de Canarana, na região de Irecê.

Na ocasião, ele assina ordem de serviço para a recuperação da BA-046, no trecho entre Canarana e Barro Alto. Em seguida, Rui inaugura a extensão de rede de água para as localidades de Umburanas do Querer, Lagoa Velha, Lagoa Nova e Lagoa Funda. Fechando as atividades em Canarana, o governador participa da inauguração da reforma e ampliação do hospital municipal.



Morro do Chapéu: Prefeito é condenado a permitir acesso de vice à prefeitura


O prefeito Leo Dourado, de Morro do Chapéu, acaba de sofrer duas novas derrotas na Justiça. Em sentença publicada nesta segunda-feira (17), a juíza Karoline Cândido Carneiro, determinou que o gestor “providencie, em até 24 horas, o pleno acesso” da vice-prefeita do município, Juliana Araújo, ao seu gabinete de trabalho, o que vinha sendo impedido desde que o prefeito determinou a troca das chaves e da fechadura da sala.

Juliana Araujo havia ingressado na justiça alegando estar sendo impedida de exercer suas atividades como vice-prefeita e sofrendo, retaliações como a exoneração de uma assessora e um motorista lotados em seu gabinete. Além disso, a vice-prefeita argumenta que não tem podido exercer outras prerrogativas inerentes ao cargo como a nomeação de assessores, conforme está determinado pela Lei Orgânica do município.

A outra derrota ocorreu no último dia 10 de julho, quando, em decisão liminar, a magistrada determinou que o prefeito Leo Dourado “providencie, em até 24 horas, o pleno acesso” da vice-prefeita do município, Juliana Araujo, ao gabinete de trabalho.

Na decisão, a juíza ordena ainda que Leo Dourado forneça as respectivas chaves à vice-prefeita, bem como “se abstenha de qualquer forma obstruir e embaraçar as atividades da Impetrante enquanto Vice Prefeita do Município, sob pena de imposição de multa diária de R$ 1.000”. A magistrada reforça, na sentença, que Juliana Araujo é “depositária da confiança do eleitorado”, e “precisa ter a sua disposição uma estrutura física na qual possa laborar para atender as demandas populares”, como manda a Lei Orgânica do município.

Conforme já noticiado pelo BNews, Dourado já foi acusado de prática de nepotismo e obrigado a exonerar familiares que havia nomeado na prefeitura. (Bocão News)



Lençóis: Marcão toma posse como prefeito após vitória no TSE


Eleito prefeito com 2.411 votos em outubro do ano passado, somente nesta terça-feira (11) Marcos Airton Alves de Araújo, o Marcão (PRB), conseguiu tomar posse na prefeitura de Lençóis, na Chapada Diamantina. O ato de posse ocorreu nesta manhã.

O republicano ficou inelegível depois que ficou enquadrado na Lei da Ficha Limpa por ter contas rejeitadas pela Câmara de Vereadores quando foi prefeito entre os anos de 2009 e 2012.

Marcão recorreu ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e conseguiu o direito de tomar posse no cargo, que vinha sendo ocupado pelo presidente da Câmara, o vereador Florisvaldo Bispo dos Santos (PP), o menos votado dentre os eleitos do Legislativo.

Bocão News



Lençois/BA: Após decisão do TSE, Marcão será empossado nesta terça-feira


O político eleito em 2016 com 2.411 votos no município de Lençóis, na Chapada Diamantina, Marcos Airton Alves de Araújo, o popular Marcão (PRB), derrotando a segunda colocada Vanessa Senna (PSD) – que obteve 2.341 votos, após liminar subscrita pelo relator ministro do TSE, Admar Gonzaga, será empossado nesta terça-feira (11/07).

O município de Lençóis era administrado pelo presidente da Câmara de Vereadores, Florisvaldo Bispo dos Santos, o Flor Guia (PP), vereador que foi o menos votado no pleito de 2016, com 113 votos.

Na liminar, o ministro do TSE, Admar Gonzaga, crítica a decisão do TRE-BA, Gonzaga diz que o tribunal violou a soberania popular demonstrada nos votos obtidos por Marcão nas urnas, segundo ele, plenamente elegível antes do encerramento do processo eleitoral, isto é, da diplomação dos eleitos de 2016.

A diplomação acontece às 11hrs no Cartório Eleitoral e a posse, às 12hrs, na Câmara Municipal de Vereadores. Marcão será declarado prefeito de fato e de direito do município referência para a Chapada Diamantina após esperar quase sete meses por decisão dos órgãos eleitorais. (Jornal da Chapada)