ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

Morro do Chapéu: Prefeito é condenado a permitir acesso de vice à prefeitura


O prefeito Leo Dourado, de Morro do Chapéu, acaba de sofrer duas novas derrotas na Justiça. Em sentença publicada nesta segunda-feira (17), a juíza Karoline Cândido Carneiro, determinou que o gestor “providencie, em até 24 horas, o pleno acesso” da vice-prefeita do município, Juliana Araújo, ao seu gabinete de trabalho, o que vinha sendo impedido desde que o prefeito determinou a troca das chaves e da fechadura da sala.

Juliana Araujo havia ingressado na justiça alegando estar sendo impedida de exercer suas atividades como vice-prefeita e sofrendo, retaliações como a exoneração de uma assessora e um motorista lotados em seu gabinete. Além disso, a vice-prefeita argumenta que não tem podido exercer outras prerrogativas inerentes ao cargo como a nomeação de assessores, conforme está determinado pela Lei Orgânica do município.

A outra derrota ocorreu no último dia 10 de julho, quando, em decisão liminar, a magistrada determinou que o prefeito Leo Dourado “providencie, em até 24 horas, o pleno acesso” da vice-prefeita do município, Juliana Araujo, ao gabinete de trabalho.

Na decisão, a juíza ordena ainda que Leo Dourado forneça as respectivas chaves à vice-prefeita, bem como “se abstenha de qualquer forma obstruir e embaraçar as atividades da Impetrante enquanto Vice Prefeita do Município, sob pena de imposição de multa diária de R$ 1.000”. A magistrada reforça, na sentença, que Juliana Araujo é “depositária da confiança do eleitorado”, e “precisa ter a sua disposição uma estrutura física na qual possa laborar para atender as demandas populares”, como manda a Lei Orgânica do município.

Conforme já noticiado pelo BNews, Dourado já foi acusado de prática de nepotismo e obrigado a exonerar familiares que havia nomeado na prefeitura. (Bocão News)